Avançar para o conteúdo principal

Ser livre é tudo menos fácil

«Dá a liberdade ao homem fraco, e ele ligar-se-á com as suas próprias mãos e ta devolverá. Para um espírito fraco a liberdade não faz sentido.»

São palavras um pouco fortes estas que escolhi para a festa nacional da libertação (1) que hoje celebramos. Extraí-as de um escrito menor ("A senhoria") de um dos escritores a mim mais querido, o russo Fiodor Dostoiévsky.
Palavras fortes porque, se escutadas por um ditador, tornam-se música para os seus ouvidos. Quantas vezes, com efeito, os tiranos justificaram a sua repressão das liberdades pessoais dos cidadãos com o álibi da imaturidade das pessoas comuns, da sua debilidade incontrolável, das sua incapacidade de compreender o quanto a ordem é necessária.
É por isso que é sempre necessário ter alta a guarda contra todas as prevaricações de qualquer género de poder, sobretudo dos meios de comunicação social.
Há, todavia, naquelas palavras fortes uma verdade indiscutível. Ser livre é tudo menos fácil, tanto é que existe ainda hoje, aparentemente tão privados de vínculos, a tentação do bando para os jovens, de se alinharem nos comportamentos.
A pessoa fraca gosta de se mimetizar no grupo, não quer ser perturbada pela procura da verdade, prefere respostas confecionadas e encartadas já prontas a usar.
Como o cão que devolve ao dono o pau que este lançou, assim muitos devolvem a sua liberdade aos outros, aos quais delegam pensar, julgar e decidir, reservando-se apenas repetir os seus slogans, seguir as suas admoestações.

(1) Festa da Libertação, feriado nacional em Itália que se assinala a 25 de abril

P. (Card.) Gianfranco Ravasi
In "Avvenire"
Trad.: SNPC
Publicado em 24.04.2017

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.