Avançar para o conteúdo principal

Namorar noutro rumo - Dia dos Namorados

Devemos entender a palavra namorar como seduzir, encantar, cobiçar, apaixonar-se, prender, criar afetos e laços com alguém ou alguma coisa.
Quantas vezes nos indagamos sobre o sentido de namorar, na sociedade atual? Estarão os jovens preparados para namorar? Que sentido tem, nas nossas vidas, esta palavra tão fecunda?
E namorar será somente cortejar, desejar ou gostar de alguém?
Sem dúvida que a palavra namorar pode assumir vários contornos. Namorar pode ser entendido no sentido mais universal do vocábulo que é amar, ou então, no sentido mais íntimo e humano assumindo o sentido de apaixonar-se por algo ou por alguém. Neste caso, o namorar é também entendido como o afeto livre e gratuito entre casais e esposos, numa entrega plena no quotidiano, numa cumplicidade a dois para enfrentar a árdua caminhada.
O namoro assenta num acolhimento, numa dedicação, numa entrega, num diálogo amoroso que se assume e que se sente para enfrentar a vida.
Noutra dimensão, temos o namoro simples das coisas belas que existem na natureza e nos tornam felizes. Por isso, é imperioso namorar a família, a vida, as pessoas nas suas relações interpessoais, compreendendo o ritmo vertiginoso das mudanças da sociedade em permanente mutação, na qual vivemos.
Por último, o namoro culmina com um afeto sustentado e inspirado na fé, na capacidade de ouvir e escutar o outro para nos sabermos colocar no lugar do outro, para compreender e respeitá-lo numa dinâmica de relação que se vai fortificando pela vida fora apoiada no espírito de Jesus.
Urge namorar a Esperança, a Fé e a Vida. Namorar no silêncio, na paz e na justiça para ir ao encontro da Palavra Celebrada.


 Marta Guimarães
Equipa da Pastoral Familiar Arciprestal
Vila Nova de Famalicão

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.