Avançar para o conteúdo principal

A catedral da Família

Viver sem se deixar admirar, sem vislumbrar todas as coisas e ficar estupefacto com o que a natureza nos dá e ainda com a capacidade humana de "dominar a terra", é viver em permanente distracção.
Creio que nos dias que correm não podemos andar distraídos, alheados…
Se já entramos em alguma catedral, antiga ou mais moderna, certamente, que nos assaltou a admiração e o espanto… a beleza das formas e estilos dos retábulos, das cores dos vitrais, da imponência estética das abobadas… entre tantas outras pequenas particularidades que lhe dão alma e lhe conferem a magnanimidade de obras primas…
Mas há uma catedral maior, muito mais espantosa e admirável, incrivelmente surpreendente, mais bela e assombrosa do que as catedrais de pedra…
Falo-vos da catedral da família. Não é obra do poder do homem. Mas acontecimento natural. Onde está uma pessoa aí está uma catedral a lembrar-nos a família. A família é a alma do mundo e das sociedades. Construir sociedades prescindindo da família é abdicar da beleza e da harmonia por todos desejada.
Importa recordar a capacidade de comunhão, de partilha, de corresponsabilidade e de solidariedade em família para percebermos que a crise que atravessamos terá menos impacto se aprofundarmos os nossos laços familiares. A proximidade e vizinhança familiar entre pares podem ser no meio desta tempestade económica, financeira, social, cultural e moral, um factor de atenuação e de superação da crise.
Família, sê neste mundo a catedral da vida, a alma da sociedade, o sinal da paz social e o espaço da corresponsabilidade…

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.