Avançar para o conteúdo principal

A catedral da Família

Viver sem se deixar admirar, sem vislumbrar todas as coisas e ficar estupefacto com o que a natureza nos dá e ainda com a capacidade humana de "dominar a terra", é viver em permanente distracção.
Creio que nos dias que correm não podemos andar distraídos, alheados…
Se já entramos em alguma catedral, antiga ou mais moderna, certamente, que nos assaltou a admiração e o espanto… a beleza das formas e estilos dos retábulos, das cores dos vitrais, da imponência estética das abobadas… entre tantas outras pequenas particularidades que lhe dão alma e lhe conferem a magnanimidade de obras primas…
Mas há uma catedral maior, muito mais espantosa e admirável, incrivelmente surpreendente, mais bela e assombrosa do que as catedrais de pedra…
Falo-vos da catedral da família. Não é obra do poder do homem. Mas acontecimento natural. Onde está uma pessoa aí está uma catedral a lembrar-nos a família. A família é a alma do mundo e das sociedades. Construir sociedades prescindindo da família é abdicar da beleza e da harmonia por todos desejada.
Importa recordar a capacidade de comunhão, de partilha, de corresponsabilidade e de solidariedade em família para percebermos que a crise que atravessamos terá menos impacto se aprofundarmos os nossos laços familiares. A proximidade e vizinhança familiar entre pares podem ser no meio desta tempestade económica, financeira, social, cultural e moral, um factor de atenuação e de superação da crise.
Família, sê neste mundo a catedral da vida, a alma da sociedade, o sinal da paz social e o espaço da corresponsabilidade…

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

Oração de Consoada 2017

Maria de Nazaré, Contigo cantamos as maravilhas de Deus. A tua espera, hoje nos enche de alegria! Com ela aprendemos o prazer de esperar... e por meio dela vivemos agora habitados pelo infinito...
José, filho de David, A tua espera, hoje surpreende-nos... Estamos maravilhados, porque Deus Entra no nossa vida e na nossa história Para nos oferecer a esperança da vida eterna.
Jesus, Deus connosco, O desejo de ti, faz-nos hoje experimentar a tua presença viva, simples e dócil. Sentado à nossa mesa, convives connosco nesta noite E nos interpelas com a tua ternura.
Sagrada família de Nazaré, Neste Natal, faz-nos sair ao encontro Dos rostos concretos daqueles que mais precisam. Não nos deixes acomodar diante desta mesa rica, Mas interpela-nos diante da pobreza e da injustiça.
Deus, Pai nosso, Abençoa-nos e abençoa estes alimentos Que em família reunida tomamos. Mas não nos deixes cair na tentação da indiferença. Dai pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão.
Amen!

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.