Avançar para o conteúdo principal

Um minuto pela paz...

Papa Francisco falou ao final audiência geral desta quarta-feira da iniciativa «Um minuto pela paz», a ser realizada esta quinta-feira, 8 de junho.


“Amanhã, às 13 horas, renova-se em diversos países a iniciativa ‘Um minuto pela paz’, isto é, um pequeno momento de oração na recorrência do encontro no Vaticano entre eu, o falecido Presidente israelense Peres e o Presidente palestino Abbas. Em nosso tempo, há tanta necessidade de rezar – cristãos, judeus e muçulmanos – pela paz”.

A data recorda o terceiro aniversário do encontro convocado pelo papa Francisco e realizado em 8 de junho de 2014 no Vaticano, que reuniu o Patriarca Bartolomeu; o falecido presidentes de Israel, Shimon Peres; e da Palestina, Abu Mazen.

A iniciativa é apoiada em nível internacional também pelo Fórum Internacional da Ação Católica (FIAC) e pela União Mundial das Organizações Femininas Católicas (UMOFC), e será feita em vários países.

O convite è que todos interrompam às 13 horas por um minuto suas atividades cotidianas, para rezar pela paz no mundo, cada um na própria tradição religiosa, em família, na escola, no local de trabalho, o onde for possível recolher-se brevemente em silêncio.

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.