Avançar para o conteúdo principal

“Matrimónio ‘para sempre’, do contrario é melhor que não se case”

Quando dois noivos consagram o seu amor no sacramento do Matrimónio, é invocada de novo para eles, desta vez como casal, a intercessão dos santos. E esta invocação é fonte de confiança para os dois jovens que partem para a “viagem” da vida conjugal.

O indicou o papa Francisco nesta quarta-feira durante a audiência na praça de São Pedro, precisando que “quem ama verdadeiramente tem o desejo e a coragem de dizer ‘para sempre’, ‘para sempre’, mas sabe ter necessidade da graça de Cristo e da ajuda dos santos para poder viver a vida matrimonial para sempre”.
“Não como alguns dizem: ‘até que o amor dure’. Não: para sempre! Do contrário é melhor que não se case. Ou para sempre ou nada”, disse.
E concluiu que “por isso na liturgia nupcial se invoca a presença dos santos”.

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.