Avançar para o conteúdo principal

Semana da Vida: COM MARIA CUIDAR DA ALEGRIA DA VIDA

Neste ano em que a Igreja de Portugal celebra o Centenário das Aparições, em Fátima, também a Semana da Vida estará naturalmente – bem – marcada por esta dimensão e rosto mariano da nossa Fé: Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, tem tudo para ensinar-nos como cuidarmos da Vida que nos é dada e confiada.

Toda a vida e a vida toda. Vivemos, na sociedade portuguesa, algumas dificuldades e tensões, no que diz respeito à Vida: a questão do aborto e a questão da eutanásia, de maneira mais evidente, mas também muitas outras ameaças à qualidade da Vida e à Vida com qualidade.
Esta Semana da Vida quer ser – cada vez mais – um ‘tempo oportuno’ para agradecermos a vida, defendermos a vida, aprendermos a cuidar dela e aprofundar o convite a encontrar em Deus, fonte de toda a Vida, o sentido maior e inalienável e sagrado da vida de cada pessoa, desde a sua concepção até ao momento da morte, neste mundo.
+ info em www.leigos.pt

Nestes 24 anos, foram propostos os seguintes lemas orientadores:
1994 – A família e a vida
1995 – Toda a vida pede amor
(…)
1997 – A criança na família dá mais vida à vida
1998 – Vida: dom e responsabilidade
1999 – A vida é dom em todas as idades
2000 – Sim à vida, sempre
2001 – Eutanásia?
2002 – A vida: responsabilidade nossa de cada dia
2003 – Ninguém fique de fora
2004 – Sem filhos não há futuro
2005 – Respeita o outro, diz não á violência
2006 – Família: amor e vida
2007 – Felicidade humana – Preocupação de Deus
2008 – Vida com esperança
2009 – Vida com valores – Formação na Família
2010 – A vida é sempre um bem
2011 – Escolhe a vida e viverás
2012 – Comprometidos com a vida
2013 – Dá mais vida à tua vida
2014 – Gerar vida – Construir futuro
2015 – Vida com dignidade: opção pelos mais fracos
2016 – Cuidar da Vida: A nossa casa comum
2017 – Com Maria, cuidar da alegria da vida

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.