Avançar para o conteúdo principal

Triângulo de Mãe

Mãe, tu derramas as alegrias
E as tristezas do mundo.
Tu carregas nos ombros a felicidade do ser humano. 
Tu amas sem fronteiras.
Tu vibras de ansiedades no teu mundo.
Tu tens o coração cheio de amor e bondade,
Cheio de paz e ternura.

Mãe, doce nome.
Quando andas triste
Rogo a Deus para que não desanimes,
Pois encontrarás sempre Nele o seu amor, o seu ser.

Mãe, tu amas sem condição.
Tu dás o teu ser e a tua vida.
Tu partilhas as dores do mundo.
Tu trabalhas para o supremo bem. 
Tu és peregrina do amor.

Tu que irradias amor, ternura e doçura.
Ensina-me a tolerar, 
a compreender, 
 a acreditar
e a amar.

Mãe, doce criatura 
que Deus criou e abençoou
E que a Virgem Mãe te abraçou
Ampara-me no teu regaço 
 E sê sempre o nosso norte

MÃE.
Marta Guimarães
Equipa Arciprestal de Pastoral Familiar

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

Mais de 46 pares de noivos preparam matrimónio em Famalicão

Iniciaram a sua preparação para o casamento no passado domingo, dia 15 de abril, no Centro Social e Paroquial de Ribeirão, 46 pares de noivos, sob a orientação de uma equipa de seis casais oriundos das paróquias de Esmeriz, Fradelos, Lousado e Ribeirão, bem como do assistente deste CPM, o padre António Machado, pároco das freguesias de Fradelos e de Vilarinho das Cambas. A equipa é coordenada pelo casal Ana Maria Almeida e Adão Manuel Rocha, da paróquia de Ribeirão.

Mãe, obrigado!

Mãe, Tu, Que a partir do momento que aceitaste o dom da vida, Desde da fecundação do teu filho… até hoje, Todas os dias, Ao longo da tua vida, Sempre. Sem nunca deixares de te preocupar, Estiveste sempre ao seu lado.