Avançar para o conteúdo principal

Família: o mais belo presente de Natal!


Família! O maior é mais belo valor do Natal! Um tesouro a cultivar e preservar. Tudo dela nasce e para ela se orienta. Há mais luz na família unida e reunida do que em qualquer enfeite luminoso de Natal. 

Porque será? Na verdade a Família é algo que não sabemos explicar! Não há palavras que digam tudo o que é a Família e o que ela faz em cada um de nós. Às vezes maravilhas... outras estragos... Mas o que é certo é que não podemos viver sem a Família. Se nada mais houver no mundo, se tudo parecer cair e se eu tiver muita dificuldade em me levantar, a família acaba por ser sempre o lugar onde posso repousar e descansar, o meu porto de abrigo, o meu refúgio

O Natal não é memória de um sonho fantástico, nem sequer a representação simbólica de um futuro impossível… O Natal é a realidade atual de cada Família. Se pensarmos no que se passou com Maria e José, desde a concepção de Jesus, passando pelo seu nascimento e por tudo o que ele gerou de reboliço na cidade e nas autoridades, até à sua fuga para o Egito, percebemos que estamos a viver o mesmo mistério e ao mesmo tempo a mesma aventura de um horizonte aberto, onde o impossível acontece

Não te esqueças, tu não tens Família, tu és Família!

Valoriza o que és, procura a essência e não a evidência, caminha no horizonte do mistério da vida, abre-te ao impossível, e deixa-te guiar pela luz da Fé no menino, Deus connosco, maravilha da eternidade entre a nossa humanidade.

Para um pouco! Contempla o presépio! O que encontras ou que vês? Nada de especial e ao mesmo tempo tudo! Sim tudo que vês e contemplas o vês e contemplas na tua Família. Para um pouco! Contempla e vê com o coração! O essencial é invisível aos olhos.

Equipa Arciprestal de Pastoral Familiar de Vila Nova de Famalicão

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.