Avançar para o conteúdo principal

UM DE NÓS... Em defesa da vida

"ONE OF US" (Um de nós") é uma iniciativa de Cidadãos Europeus que nasce da sociedade civil, empenhada em promover uma cultura de Vida na Europa, pondo cada pessoa e a sua dignidade incomparável no centro dessa cultura. 

Acolhendo de bom grado esta iniciativa, o Senhor Arcebispo, D. Jorge Ortiga, na sua Mensagem para o novo ano pastoral 2013-14, Ano Litúrgico, a 25 de Setembro de 2013,  desafia todos os cristãos, pedindo "que, no dia 6 de Outubro, dia de abertura do Ano Pastoral, assinassem, no fim das eucaristias paroquiais, o manifesto “Um de Nós”: uma iniciativa, já mencionada pelo Papa Francisco, que pretende que a Comissão Europeia não financie actividades que promovam a destruição de seres humanos na sua fase embrionária.

Vamos associar-nos e vamos empenhar-nos, assinando a petição.
Aqui ficam as referências para o efeito.


Assinaturas

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.