Avançar para o conteúdo principal

Por uma educação de qualidade...








"Com a evolução social, os campos de acção pastoral são cada vez mais e diferentes. Contudo, peço-vos para não descurarmos um campo que é a célula da vida humana: a família.
O n.º 2207 do Catecismo da Igreja Católica diz-nos que a “a família é a comunidade em que, desde a infância, se podem aprender os valores morais, começar a honrar a Deus e a fazer o uso da liberdade. A vida da família é assim uma iniciação à vida em sociedade.”
Porque não queremos ser uma Arquidiocese de Tradições, apostar numa pastoral familiar consistente, gerará homens (e cristãos) com valores inabaláveis, ao estilo de Jesus, que produzirão um novo sistema social. E o melhor presente que os pais podem oferecer aos seus filhos, à semelhança dos reis magos, é esta educação de qualidade que Maria nos delega.
E por outro lado, nunca o esqueçamos: Maria acompanhou Jesus com palavras e exemplo, para que o projecto do Pai se concretizasse. Daí que, caríssimos diocesanos, a educação de qualidade torna-se sinónimo de não ter medo de, na oração e conversas familiares, propor o caminho duma vocação para que a felicidade dos vossos filhos e filhas passe, porventura, por responder também um “sim” ao chamamento vocacional de Deus para uma vida religiosa ou sacerdotal. Haverá algum presente mais belo do que, à semelhança de Maria, entregar um filho para uma vida de entrega total a Deus? Deus nada tira, Ele dá tudo!"

Excerto da Homilia de Dom Jorge Ortiga, 6 de Janeiro de 2013, Cripta do Sameiro,
por ocasião da Celebração das Bodas de Prata Episcopais
http://diocese-braga.pt/noticia/3/4463 

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.