Avançar para o conteúdo principal

A Família na Arte

“A vida partilhada: Os gestos da família nas imagens da arte” (La vita condivisa: I gesti della famiglia nelle immagini dell’arte) é o título da exposição inaugurada esta terça-feira em Milão, com a adesão do presidente da República italiano. «Criar, crescer, cuidar, educar, preservar são os verbos que se ligam a este lugar de incorporação a que é confiada a transmissão da vida, dimensões que traçam o perfil de identidade, desde o início da existência do homem, logicamente anterior à constituição de cada crença religiosa ou de qualquer forma de vida social», refere o texto de apresentação da iniciativa.
A mostra, enquadrada pelo 7.º Encontro Mundial das Famílias que decorre em Milão de 30 de maio a 3 de junho, com a presença do papa Bento XVI, realça a importância dos agregados familiares enquanto lugares «de acolhimento e relação, recuperando os gestos evidenciados por obras da tradição ocidental artística».
As 60 obras, patentes até 1 de julho no Palazzo delle Stelline, galeria do Grupo Credito Valtellinese, dividem-se em quatro secções – “A família”, “O acolhimento”, “A relação” e “No quotidiano” – compreendendo obras criadas entre a Idade Média e o século XXI, algumas inspiradas na Bíblia.

Conferir em 
A Família na Arte | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.