Avançar para o conteúdo principal

Oração com os doentes

11 de Fevereiro, Dia Mundial do Doente

Aos de perto e aos de longe... Aos que sofrem no corpo ou no espírito... aos conhecidos e aos desconhecidos... estendemos a mão e o coração. Pode ser muito pouco o que fazemos quando apenas rezamos, mas seguramente, se não o fizéssemos sequer, estaríamos a destruir a fraternidade e os apelos e compromissos que esta palavra traz dentro de si. Rezar é recordarmo-nos uns dos outros, sobretudo do Outro, é saber que não temos o fundamento da vida em nós, mas que nascemos solidários, em relação e em comunhão para a vida inteira...
Por isso, aqui fica a nossa oração ao Deus da vida e Senhor de todas as coisas:

Senhor Jesus,
que na Tua vida terrena
revelaste sempre um afecto
de infinita compaixão pelos doentes,
pousa o Teu olhar sobre os que, através do sofrimento,
testemunham a fé no Teu Amor;

concede-me Senhor,
bem como a todos os meus irmãos e irmãs doentes,
pessoas idosas, deficientes,
ou que sofreram algum acidente,
e também àqueles que os tratam,
a saúde da alma e do corpo.

Aceita, Senhor, a oferta dos nossos males
e, por meio deles,
faz resplandecer a luz da fé
no coração de quantos a abandonaram.

Por intercessão de Maria, Vossa Mãe,
e de todos os Santos,
livra-nos das tristezas do tempo presente,
concede-nos conservar um ânimo inalterável
nas adversidades
e, finalmente, faz-nos saborear
as alegrias do Reino.
Ámen.

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.