Avançar para o conteúdo principal

Com a Mãe na Casa da Palavra...

Maria é o lugar onde a Palavra começa, naquele encontro que mudou tudo. Maria é modelo da Igreja como peregrina na fé. Confrontando-se, questionando e ponderando, Maria é o exemplo do ouvinte profundo, que guarda no seu coração tudo quanto ao Filho se refere, modelo de fé e de esperança.
Tempo de Páscoa: nada melhor para entender o coração de Mãe, tempo em que vê o sofrimento do filho, acompanha-o nas suas quedas, presencia a forma como os outros o maltratam, martirizam e escarnecendo o levam até à morte, mas é a esperança no Aleluia, que leva aquela Mãe a suportar com fé mais esta dura prova de Amor do Pai ao seu Filho.
É nesta Mãe que todos Te agradecemos, todos os dias e não só hoje, a mãe que nos destes. Essa criatura tão frágil e tão forte, a quem devemos toda a nossa vida.
Agradecemos ainda Senhor por nos ter gerado no seu seio, foram meses de alegrias e angústias, carinho e ternuras, felicidade e sorrisos de mãe que amamenta, que dedica toda a sua vida não se poupando a noites de insónia e preocupação. Agradecemos-Te ainda pela forma como a iluminas na hora de nos aconselhar, de dar orientações e até correcções, é pela forma como a amas que ela nos manifesta o seu amor maternal. No entanto queremos que nos dês o Teu perdão, porque nem sempre somos capazes de corresponder a tanto amor e carinho.
Por isto Te pedimos que ajudes a nossa mãe, recompensai-a de todos os sacrifícios, esforços e canseiras, para que ela sempre possa exercer digna e honestamente a grande missão de mãe. Já agora, Senhor, perdoai-lhe porque sendo de “barro”, também tem os seus defeitos, somos pecadores, para que no final da missão terrena que lhe confiaste ela viva uma eternidade plena e feliz, junto da nossa Mãe.
António Azevedo e Hermínia


Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.