Avançar para o conteúdo principal

Oração de Consoada na Noite de Natal



DA CONFIANÇA  
brota a

[Todos em volta da mesa. O Pai ou a Mãe conduzem a oração. Um filho tem a Bíblia aberta em Lc 2,15-20. Outro tem o MENINO JESUS na mão. No presépio ou no centro da mesa está preparado um lugar para que no final da oração se coloque o MENINO JESUS sobre ela.]

CÂNTICO DE NATAL

Noite feliz, Noite feliz,
O Senhor, Deus de amor,
Pobrezinho nasceu em Belém.
Eis na lapa Jesus nosso bem.
Dorme em paz. O Jesus.
Dorme em paz. O Jesus.

Noite de paz, noite de amor.
Tudo dorme em redor.
Entre os astros que aspergem a luz
Indicando o Menino Jesus.
Brilha a estrela da paz.
Brilha a estrela da paz.
  
[PAI/MÃE/OUTRO, BENZENDO-SE] Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
[TODOS] Amém.
[PAI/MÃE/OUTRO] A graça e a paz de Jesus, nascido hoje para nós, estejam connosco!
[TODOS] Bendito seja Deus que nos reuniu no Amor de Cristo.
[PAI/MÃE/OUTRO] Hoje é um dia de alegria! A nossa peregrinação de confiança do coração permite-nos dizer existem realidades que tornem a vida bela e por elas chega uma plenitude e uma alegria interior? Essa realidade é para nós hoje o Natal. Da confiança brota em nós a fé no Emanuel, no Deus connosco. Vamos recordar como tudo aconteceu.

 [Propomos que a proclamação deste texto se faça pela Bíblia - Lc 2, 15 – 20]

[LEITOR] Naqueles dias, quando os anjos se afastaram deles em direcção ao Céu, os pastores disseram uns aos outros: «Vamos a Belém ver o que aconteceu e que o Senhor nos deu a conhecer.» Foram apressadamente e encontraram Maria, José e o MENINO deitado na manjedoura. Depois de terem visto, começaram a divulgar o que lhes tinham dito a respeito daquele MENINO. Todos os que ouviram se admiravam do que lhes diziam os pastores. Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, meditando-as no seu coração. E os pastores voltaram, glorificando e louvando a DEUS por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora anunciado.

[Pequena pausa em silêncio]


BÊNÇÃO DA MESA DE CONSOADA

[PAI/MÃE/OUTRO ou TODOS]
SENHOR, a confiança em Ti
faz-nos estar aqui reunidos em Teu nome.
Abençoa-nos com a Tua paz!
Agradecidos por todos os alimentos que nos concedes, nós Te pedimos:
abençoa a nossa família e a mesa cheia dos frutos da tua bon­dade.
SENHOR, recordamos todos os que não têm que comer e passam frio,
os que não têm família ou estão desempregados:
que a nossa confiança em Ti seja traduzida em gestos fraternos e solidários
para que todos eles recuperem a confiança e a esperança no futuro.
SENHOR, que a celebração do Natal fortaleça a confiança do coração
para nele brotar a fé em Jesus,
Ele que é Deus convosco, na unidade do ESPÍRITO SANTO.
[TODOS] Amém.

[PAI/MÃE/OUTRO, BENZENDO-SE] Bendigamos ao Senhor!
[TODOS] Graças a Deus!

[Pode concluir-se com o cântico inicial ou com outro conhecido de todos]

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.