Avançar para o conteúdo principal

“Não os deixemos sós! Acompanhar os pais na educação dos filhos adolescentes”.

O Papa Francisco abrirá na próxima segunda-feira os trabalhos do Congresso eclesial diocesano, na Basílica de São João de Latrão, em Roma, sobre o tema “Não os deixemos sós! Acompanhar os pais na educação dos filhos adolescentes”.

Serão apresentados os temas das seis oficinas que serão realizadas no dia seguinte, terça-feira, nas 36 circunscrições da diocese. Os seis temas são: “Casa e vida familiar”, “Escola e estudo”, “Interagir com a solidão das redes sociais”, “Relação entre gerações”, “A precariedade da vida: pobreza, sofrimento e morte”, e “Superar o isolamento das famílias”, informou a Radio Vaticano.
Estará presente no encontro o novo Vigário do Papa para a Diocese de Roma, Dom Angelo De Donatis, nomeado pelo Papa Francisco em 26 de maio passado. Também estarão presentes bispos auxiliares, sacerdotes, religiosos e centenas de leigos provenientes de várias realidades eclesiais da Diocese de Roma.
As perspectivas para o novo ano pastoral, fruto do congresso que terá início na próxima segunda-feira, serão delineadas no encontro de 18 de setembro próximo, nessa mesma basílica papal.
O atual Vigário do Papa para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, encerrará o evento. Ele concluirá o seu mandado no final deste mês.
Radio Vaticano indica que os participantes do congresso receberão um subsídio com diretrizes úteis ao debate. A primeira parte é introdutiva e contêm referências amplas à Exortação Apostólica pós-sinodal ‘Amoris laetitia’. A segunda parte é composta por perguntas, com o objetivo de não se distanciar da concretude da vida e da realidade pastoral, e formular propostas.

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

Oração de Consoada 2017

Maria de Nazaré, Contigo cantamos as maravilhas de Deus. A tua espera, hoje nos enche de alegria! Com ela aprendemos o prazer de esperar... e por meio dela vivemos agora habitados pelo infinito...
José, filho de David, A tua espera, hoje surpreende-nos... Estamos maravilhados, porque Deus Entra no nossa vida e na nossa história Para nos oferecer a esperança da vida eterna.
Jesus, Deus connosco, O desejo de ti, faz-nos hoje experimentar a tua presença viva, simples e dócil. Sentado à nossa mesa, convives connosco nesta noite E nos interpelas com a tua ternura.
Sagrada família de Nazaré, Neste Natal, faz-nos sair ao encontro Dos rostos concretos daqueles que mais precisam. Não nos deixes acomodar diante desta mesa rica, Mas interpela-nos diante da pobreza e da injustiça.
Deus, Pai nosso, Abençoa-nos e abençoa estes alimentos Que em família reunida tomamos. Mas não nos deixes cair na tentação da indiferença. Dai pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão.
Amen!

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.