Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril 3, 2016

20 frases da "A Alegria do Amor”

"É importante que divorciados sintam que fazem parte da Igreja"

O papa pediu hoje, na exortação apostólica 'Amoris Laetitia' ('A alegria no amor"), que sejam evitadas posturas rígidas perante situações "familiares irregulares", como a dos divorciados que voltaram a casar. Francisco apoiou a readmissão dos recasados nos sacramentos, mediante um processo de acompanhamento. Nesta exortação sobre a família, o papa indica "o caminho do discernimento", ou seja, um padre deve identificar caso a caso "as situações irregulares", como um casal de divorciados recasados, para que sejam readmitidos nos sacramentos. "É importante que os divorciados que vivem uma nova união sintam que fazem parte da Igreja, que 'não estão excomungados', e não são tratados como tal, porque sempre integram a comunhão eclesiástica", defendeu Francisco.

Amoris Laetitia - Exortação apostólica Pós-Sinodal sobre o Amor na Família do papa Francisco

Aqui deixamos um link com o texto em português da Exortação Apostólica Pós-Sinodal sobre o Amor na Família do papa Francisco.

BALADA PARA OS NOSSOS FILHOS

A canção que eu hoje cantava para todos os filhos do mundo. Um filho é como um ramo despontado
do tronco já maduro que sou eu
um filho é como um pássaro deitado
no ninho da mulher que me escolheu
Um filho é ver-se um homem prolongado
no mundo da verdade em que nasceu
um filho é ver-se um homem atirado
das raízes da terra para o céu Meu filho, minha vida, és meu sangue e meu caminho
meu pássaro de carne meu amor
meu filho que nasceste do ventre do carinho
da minha companheira que deu flor João é um botão de cravo rubro
Joana é uma rosa cor de Abril
dois filhos que eu embalo
e que descubro
que sendo só dois podem ser mil
Dois filhos do amor e da ternura
que sendo de todos não são de nenhum
e não há no mundo coisa mais pura
que a gente amar em todos cada um Meu filho minha vida és meu sangue e meu caminho
meu pássaro de carne meu amor
meu filho que nasceste do ventre do carinho
da minha companheira que deu flor"

Os filhos são...

Os filhos são como as águias,  ensinarás a voar mas não voarão o teu voo. Ensinarás a sonhar, mas não sonharão os teus sonhos. Ensinarás a viver, mas não viverão a tua vida. Mas, em cada voo, em cada sonho e em cada vida,  permanecerá para sempre a marca dos ensinamentos recebidos.

Misericórdia... Ressurreição...

Quero continuar a ser filha dos meus pais...

Os filhos que cuidam dos pais por amor são verdadeiros salva-vidas. Salvam da solidão, da exclusão, do abandono, do esquecimento, da indigência moral e emocional em que vivem muitos velhos.
A partir dos quarenta e muitos, cinquenta e poucos, todos começamos a sentir que os papéis se invertem nas famílias e caímos na conta de que mais ano, menos ano, seremos convocados a cuidar dos nossos pais. Confrontados com doenças crónicas, ou chamados de emergência depois de acidentes cardiovasculares cerebrais, quedas e até atropelamentos provocados por distração, falta de audição ou visão, damos connosco atordoados e aflitos, sem saber o que pensar. Pior, sem sabermos o que fazer. Como agir, a quem recorrer, como ajudar?