Avançar para o conteúdo principal

Rezar no Advento - Imaculada Conceição


CONTEMPLAR A ALEGRIA DO EVANGELHO
“Como será isto, se eu não conheço homem?”

ITINERÁRIO SIMBÓLICO
Atitude mariana: Silêncio contemplativo

ORAÇÃO
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Amém!

P. Com Maria e José, oremos ao Senhor!

R. Neste Natal, Ele nos dê a alegria do Seu amor!

P. Nesta terceira semana do Advento, recordamos que todos somos mensageiros, anunciadores felizes, do sonho de Deus. Em família todos devemos sonhar e trabalhar por um mundo mais belo, em que ninguém se sinta só. Somos chamados a construir uma família, tão bela, que ela mesma seja uma boa notícia para o mundo de hoje. Deus envia anjos a cada uma das nossas casas, como à de Maria e José.

Deus abençoa-nos, pondo ao nosso lado pessoas de luz, pessoas boas que cuidam de nós e pessoas frágeis que precisam de nós. Deus manda anjos a cada casa: são pessoas con adas ao nosso amor. Esta semana, enviemos uma mensagem bonita, ou uma carta escrita, a quem mais precise de boas notícias. Recordemos e revivamos aquele momento em que Maria recebeu a mais surpreendente mensagem, como nos diz o Evangelho:


LEITURA BÍBLICA
“O anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem chamado José, da casa de David; e o nome da virgem era Maria” (Lc 1,26-27).

P. Neste mistério, rezemos em família, para que os primeiros anunciadores, mensageiros de Deus, sejam aqueles que vivem em nossas casas.

PAI-NOSSO
10 AVE-MARIAS
GLÓRIA

P. Maria, digna morada de Jesus!

R. Rogai por nós!

P. Bendigamos ao Senhor!

R. Neste Natal, Ele nos dê a alegria do Seu amor!

CONSTRUÇÃO DA CASA
Colocar o anjo em posição de anúncio.


Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.