Avançar para o conteúdo principal

Rezar em família no Advento - II Domingo

2.ª SEMANA DO ADVENTO

CONTEMPLAR A ALEGRIA DO EVANGELHO
“Praticai ações que se conformem ao arrependimento que manifestais”

ITINERÁRIO SIMBÓLICO
Atitude mariana: Silêncio aberto à paz

ORAÇÃO
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Amém!

P. Com Maria e José, oremos ao Senhor!

R. Neste Natal, Ele nos dê a alegria do Seu amor!

P. Nesta segunda semana do Advento, a Palavra de Deus adverte-nos para estarmos atentos e não deixarmos arrombar a nossa casa! Uma maneira simples de “guardar” a nossa casa do risco e da ameaça da divisão, da violência ou da tristeza, é rezar. Família que reza unida, permanece unida (AL 227). Quando estamos a rezar, criamos um espaço onde Deus nos pode falar, transformar e converter o coração, com João Batista assim propôs.

Quando, na Anunciação, Deus chamou Maria, para ser a Mãe de Jesus, encontrou-A em sua casa, porque Deus fala-nos primeiro que tudo, no lugar onde habitamos. Diz o Evangelho:

LEITURA BÍBLICA
“Ao entrar em casa de Maria, o anjo disse-lhe: «Salve, ó cheia de graça, o Senhor está contigo»” (Lc 1,28).

P. Neste mistério, rezemos em família, para que a nossa casa, esteja sempre bem guardada pelo amor de Deus, entre todos os seus lhos.

PAI-NOSSO
10 AVE-MARIAS
GLÓRIA

P. Maria, Mãe bendita e Imaculada!

R. Rogai por nós!

P. Bendigamos ao Senhor!

R. Neste Natal, Ele nos dê a alegria do Seu amor!

CONSTRUÇÃO DA CASA
Colocar o telhado da casa - Colocar a Imagem de João Batista


Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.