Avançar para o conteúdo principal

Falta de leitura Bíblica está a criar «adultos menos cultos»

A escritora Alice Vieira lamentou hoje a falta de leitura bíblica que existe na sociedade portuguesa, em especial “entre as crianças”, facto que está a gerar adultos “menos cultos” e "incapacidade para resistir"
A escritora participou na conferência «As artes de narrar a Bíblia», que integrou a 5ª Jornada de Teologia Prática, na Universidade Católica Portuguesa, onde deu conta do processo de escrita do livro «Histórias da Bíblia Para Ler e Pensar», da sua autoria.
“Enquanto as crianças não lerem as histórias da Bíblia, estaremos a criar adultos menos cultos”, sublinhou à Agência ECCLESIA.

Alice Vieira recordou ter sido o seu marido, “profundamente católico e comunista” que lhe ofereceu a sua primeira Bíblia, depois de ter crescido “com diferentes famílias”, todas elas “anticlericais”.
“Era muito normal ler-se a Bíblia lá em casa. O meu marido disse-me para a ler e, quando eu quisesse encontrar uma resposta para a minha vida a abrir ao acaso. Ainda hoje o faço e encontro a resposta que preciso”.
Segundo a escritora na “Sagrada Escritura encontramo-nos a todos: por vezes não gostamos de nos ver, mas é o nosso retrato”.
“A leitura da Bíblia faz falta para entender o mundo, nos entendermos a nós, para termos o coração forrado, para possuir instrumentos para resistir a esta fase da vida”.
Lançadas em 2009, as Jornadas de Teologia Prática são um projeto da Faculdade de Teologia e do Instituto de Ciências Religiosas da UCP, em parceria com o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.
A edição deste ano conta com oradores das mais variadas áreas, como a escritora Alice Vieira, o jornalista Francisco Sarsfield Cabral e a atriz Maria do Céu Guerra.

Agência Ecclesia


Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

Mais de 46 pares de noivos preparam matrimónio em Famalicão

Iniciaram a sua preparação para o casamento no passado domingo, dia 15 de abril, no Centro Social e Paroquial de Ribeirão, 46 pares de noivos, sob a orientação de uma equipa de seis casais oriundos das paróquias de Esmeriz, Fradelos, Lousado e Ribeirão, bem como do assistente deste CPM, o padre António Machado, pároco das freguesias de Fradelos e de Vilarinho das Cambas. A equipa é coordenada pelo casal Ana Maria Almeida e Adão Manuel Rocha, da paróquia de Ribeirão.

Mãe, obrigado!

Mãe, Tu, Que a partir do momento que aceitaste o dom da vida, Desde da fecundação do teu filho… até hoje, Todas os dias, Ao longo da tua vida, Sempre. Sem nunca deixares de te preocupar, Estiveste sempre ao seu lado.