Avançar para o conteúdo principal

Relógio da Família: revitalizar o matrimónio

Iniciativa desenvolvida por elementos da CVX pretende munir casais de ferramentas que os ajudem a avivar o seu projecto de família.
Encontram-se abertas as inscrições para o "Relógio da Família", iniciativa dirigida a casais e a decorrer em dois fins-de-semana na Casa da Torre (Soutelo), Centro de Espiritualidade e Cultura. De acordo com a organização, o "Relógio da Família" é uma ferramenta a pensar nos casais e no seu matrimónio. "O amor na sua forma de «relação doméstica», só por si, não dará nem segurança e muito menos futuro. Lembre-se por isso que a segurança de pouco lhe serve; é como a beleza, passa com a idade.
Não acredite em matrimónios estáveis. Exija um matrimónio criativo, de relação constante e profunda, com trabalho e suor. Conheça o significado de cada ruga e mapeie o seu futuro alicerçado nas marcas do seu rosto e das suas mãos e nos trilhos do seu coração. Vimos, por isso, propor-lhe um tempo para exercitar a sua consciência e vontade sobre a dignidade que dá à sua relação matrimonial", pode ler-se no documento de apresentação da iniciativa. Os fins-de-semana correspondem aos dias 16 e 17 de Abril e 18 e 19 de Junho. As inscrições são limitadas e terminam a 30 de Março. Só serão aceites participações de casais que possam estar presentes nos dois fins-de-semana. 
Mais informações e inscrições em wwww.casadatorre.org ou através do e-mail casadatorre@jesuitas.pt .  

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Oração de ação de graças a Deus pelo dom da Família -