Avançar para o conteúdo principal

Relógio da Família: revitalizar o matrimónio

Iniciativa desenvolvida por elementos da CVX pretende munir casais de ferramentas que os ajudem a avivar o seu projecto de família.
Encontram-se abertas as inscrições para o "Relógio da Família", iniciativa dirigida a casais e a decorrer em dois fins-de-semana na Casa da Torre (Soutelo), Centro de Espiritualidade e Cultura. De acordo com a organização, o "Relógio da Família" é uma ferramenta a pensar nos casais e no seu matrimónio. "O amor na sua forma de «relação doméstica», só por si, não dará nem segurança e muito menos futuro. Lembre-se por isso que a segurança de pouco lhe serve; é como a beleza, passa com a idade.
Não acredite em matrimónios estáveis. Exija um matrimónio criativo, de relação constante e profunda, com trabalho e suor. Conheça o significado de cada ruga e mapeie o seu futuro alicerçado nas marcas do seu rosto e das suas mãos e nos trilhos do seu coração. Vimos, por isso, propor-lhe um tempo para exercitar a sua consciência e vontade sobre a dignidade que dá à sua relação matrimonial", pode ler-se no documento de apresentação da iniciativa. Os fins-de-semana correspondem aos dias 16 e 17 de Abril e 18 e 19 de Junho. As inscrições são limitadas e terminam a 30 de Março. Só serão aceites participações de casais que possam estar presentes nos dois fins-de-semana. 
Mais informações e inscrições em wwww.casadatorre.org ou através do e-mail casadatorre@jesuitas.pt .  

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.