Avançar para o conteúdo principal

Poema de um(a) apaixonado(a) para o Dia dos Namorados

O que é que tu sentes?
Ensina-me a ver-te como tu me vês!
Que passos tenho que dar para que tu sejas mais tu e menos um eu?
Estou a aprender a fazer-te feliz e parece nunca saber...
O teu mistério em mim só me traz alegria e felicidade... e não sei por quê!?
Não te compreendo tantas vezes 
e no entanto compreendo-te sempre...
A grandeza da tua presença
não dá para me habituar e acostumar
porque sempre tudo é tão novo em ti... que bom!
Tens tanto e recebo tanto...
E eu não tenho nada e não te dou nada...
e no entanto sinto que estás tão sintonizada
com minha fragilidade, a minha miséria, o meu nada...
nem sequer pensas nisso,
ou isso não te perturba como se fosse uma equação impossível...
pelo contrário, fazes-te fraca com a minha fraqueza,
assumes a minha finitude como se fosse a tua finitude...
só para que o sorriso do olhar aconteça...
A coragem de me dizer, de me dizer-te a ti,
de me expor já não é problema, nem estranho..
Tu és mais um eu de mim do que eu de mim mesmo...
e eu só quero ser o teu tu...
Estarei nas nuvens, a sonhar alto...
se pudesse ficaria sempre assim...
não desceria deste céu...
O que é que tu sentes?
Ensina-me a ver como tu vês!!

Mensagens populares deste blogue

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis...

Em Setembro passa a ser proibida a eutanásia nos canis como medida de controlo dos cães e gatos vadios. Governo pode vir a estender prazo, porque maioria dos canis não sofreu obras. Em 31 concelhos nem sequer existem.

E se ajudássemos os outros a viver?

Nunca fui autónoma, mas isso não me tornou menos digna em nenhum dos dias, desde que nasci. É por isso que não posso ficar em silêncio, numa altura em que nos preocupamos em como ajudar os outros a morrer.

Eutanásia: Interrupção Voluntária do Amor (IVA)

Nestas últimas semanas, estou em visita pastoral às paróquias mais pequenas do arciprestado de Cabeceiras de Basto. No contexto atual de debate sobre a eutanásia, tenho procurado saudar ainda com mais respeito e carinho os idosos que encontro nos Centros de Convívio, em suas casas ou na Igreja Paroquial na celebração do Sacramento da Unção dos Doentes.