Avançar para o conteúdo principal

Solidariedade Familiar - Dia Arquidiocesano da Família (Braga)

Mudança! Conversão! Transformação!

Palavras que tantas vezes usamos ou atitudes que tantas outras vezes exigimos!
 O Papa Francisco tem estimulado e desafiado a Igreja a sair de si mesma e a ser sinal de mudança no meio deste mundo tão cheio de desgastantes contrastes que descaracterizam e desumanizam a pessoa e o seu ambiente vital: a família. Também aqui é pedida atitude, atenção, cuidado, solicitude, vigilância... Numa palavra: Evangelho.
O Dia Arquidiocesano da Família convida-nos a tomar parte neste processo de evangelização. Não é um capricho de alguns mas exigência do tempo presente que grita por nós e nos pede uma palavra pró-ativa em torno das preocupações e inquietações atuais.
Estamos, verdadeiramente, a viver uma experiência riquíssima. O tempo presente é novo. Está marcado pelas surpresas constantes e contrastantes. Ora surgem as alegrias e esperanças, ora surgem as tristezas e as angústias. E das primeiras queremos mais, das segundas afastámo-nos e a até as negamos. Mas este é o nosso mundo. É a realidade que estamos a viver no tempo que nos é dado viver.
Ainda que esteja desestruturada ou a passar por momentos de escuridão, a família não deixa de ser a referência da vida de cada homem ou mulher.
E tudo isto porque nela estão naturalmente inscritas redes de comunhão e de vida. As famílias tornam-se deste modo células de solidariedade, com deveres mútuos de cooperação, assistência, amparo, ajuda e cuidado. 
Formar os agentes familiares para a solidariedade é uma exigência do Evangelho.

PROGRAMA
16h30 Acolhimento

17h00 Painel com D. António Moiteiro (Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Braga); Dr. Bernardino José Torres da Silva (Departamento Arquidiocesano “Comissão Justiça e Paz” - Arquidiocese de Braga); e Dra Sofia Fernandes, (Vereadora da Família do Município de V.N. Famalicão )
18h30 Fim do painel

19h15 Eucaristia presidida pelo Sr. D. António Moiteiro 
20h30 Jantar (5€ por pessoa)

21h30 Concerto
LOCAL
Centro Pastoral de Santo Adrião

Rua Álvaro Castelões, 57, 4760-209

Paróquia de Santo Adrião, Vila Nova de Famalicão 
Arciprestado de Vila Nova de Famalicão

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.