Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2014

Sínodo dos Bispos sobre a Família 2015 - Lineamenta

SÍNODO DOS BISPOS XIV ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA [4-25 de outubro de 2015]
A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo LINEAMENTA
ITINERÁRIO PROPOSTO PELA CONFERÊNCIA EPISCOPAL PORTUGUESA
1.De 15 de dezembro de 2014 a 25 de março de 2015: Estudo dos Lineamenta nas Dioceses, incluindo institutos de vida consagrada, associações, obras, movimentos e demais instâncias eclesiais. Cada Diocese procurará integrar as respostas das várias instituições nela presentes. 2.Cada Diocese envia ao Secretariado Geral da CEP a síntese de cada uma das questões dos Lineamenta (para o email: cep.sgeral@ecclesia.pt). 3.O Secretariado Geral fará a síntese de todos esses contributos, a ser apresentada na Assembleia Plenária da CEP de 13-16 de abril de 2015. 4.O Secretariado Geral enviará a síntese final ao Secretariado Geral do Sínodo dos Bispos no dia 15 de abril de 2015, prazo-limite para esse envio.

"A família de Nazaré é sagrada. Porquê? Porque está centrada em Jesus."

No dia da Sagrada Família, papa realça papel dos avós e apela a «solidariedade concreta» com famílias sem saúde e trabalho. Neste primeiro domingo após o Natal, enquanto estamos ainda imersos no clima festivo da festa, a Igreja convida-nos a contemplar a Sagrada Família de Nazaré. O Evangelho de hoje apresenta-nos a Virgem Maria e S. José no  momento em que, quarenta dias depois do nascimento de Jesus, se dirigem ao templo de Jerusalém. Fazem-no em religiosa obediência à lei de Moisés, que prescreve oferecer ao Senhor o primogénito. Podemos imaginar esta pequena família, no meio de tanta gente, nos grandes átrios do templo. Não se destaca ao olhar, não se distingue.

Sínodo da Família - Desafio do Sr Arcebispo D. Jorge Ortiga

Em dia da Sagrada Família, o Arcebispo Primaz apela a que os Lineamenta do Sínodo da Família sejam estudados e as 46 questões aí colocadas sejam respondidas.
A família, mais do que nunca, tem sido tema de diálogo e de debate. Nem sempre de um modo adequado e com fidelidade à verdadeira doutrina. Os problemas são variados e a Igreja confia aos católicos a corresponsabilidade de encontrar respostas. O Sínodo dos Bispos percorreu uma etapa e quer, agora, dar continuidade a esse impulso inicial. Quer discernir em estilo sinodal – envolvendo toda a Igreja – os caminhos para propor a doutrina através do anúncio do Evangelho da Família e da consciencialização das diversas perspectivas pastorais a serem acolhidas e activadas nas nossas comunidades cristãs. Nesta corresponsabilidade eclesial, quero solicitar aos sacerdotes, aos membros dos Institutos de Vida Consagrada, às diversas associações e movimentos que procurem reflectir, pessoalmente e em grupo, sobre os Lineamenta e responder às 46 ques…

Oração de Ação de Graças pela família na Festa da Sagrada Família

Senhor Jesus, é a partir de ti e da comunhão contigo, que em cada família podem germinar frutos de amor. Desde o princípio fazes-nos compreender que a fé manifesta-se em toda a nossa vida  e muito particularmente na vida de família; Por isso, Senhor Jesus, como eleitos de Deus,  santos e prediletos, queremos revesti-nos de sentimentos  de MISERICÓRDIA, de BONDADE, HUMILDADE, MANSIDÃO e PACIÊNCIA. Não queremos apenas suportar-nos uns aos outros, mas desejamos ser suporte uns para os outros.

Poemas de Natal

NATAL
Seja cada presépio a nossa casa
Transformada no mais florido altar,
Um pedaço de sol em cada brasa,
Uma estrela do céu em cada olhar.

Seja o Natal das prendas uma prenda
Que não esqueça o mundo humilde e mudo,
Seja a verdade a dominar a lenda
A verdade primeiro e mais que tudo.

Seja o Natal fraterna comunhão
Com os pobres sem pão e sem lareira,
Não haja, em parte alguma, coração
Que, por Jesus, não ame a terra inteira.

Oração de consoada Natal 2014

Em nós germina o Amor! FÉ VIVIDA | ANO PASTORAL 2014/2015 “A fé: se ela não tiver obras, está completamente morta” (Tg 2, 17)

Aquele que preside à mesa diz: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Todos se benzem e respondem: Amém.
Um membro da família diz: Escutai, irmãos, as palavras do apóstolo São Paulo aos Coríntios (2 Cor 9, 8-10).
Deus pode cumular-vos de todas as graças, de modo que, tendo sempre e em tudo o necessário, vos fique ainda muito para toda a espécie de boas obras, como está escrito: «Reparte com largueza pelos pobres; a sua generosidade permanece para sempre». Aquele que dá a semente ao semeador e o pão para comer, também fará frutificar com abundância a vossa semente e multiplicará os frutos da vossa justiça.
(Breve silêncio)
Aquele que preside à mesa diz: Oremos! Bendito sejais, Senhor nosso Deus, que, pela maternidade da Virgem Santa Maria, fizestes germinar a esperança e o amor nos pobres da terra. Fazei que, animados pela mesma fé e caridade com que ela esperou o nasci…

Como viver o Natal em família?

O Natal tornou-se ao longo do tempo uma festa incontornável, quer se seja ou não crente. Podemos lamentar o exagero comercial que provoca, mas também alegrarmo-nos por aquilo que cada pessoa prepara para manifestar nesse dia a ternura, a presença ou, simplesmente, a fidelidade àqueles que lhes são próximos. Alguns dirão que festejam o aniversário de Jesus. Que bela expressão, porque festejar o aniversário de uma pessoa é dar-lhe todo o lugar e dar graças por aquilo que ela é hoje, pelo seu crescimento e pela alegria do que ela é.  E com Cristo no mundo e em cada uma das nossas vidas? Após dois mil anos, o Reino de Deus expandiu-se, os crentes são mais numerosos, o Evangelho foi semeado pelo mundo... Preparemos então a casa e o presépio como preparamos o espaço para receber alguém que nos visita e que nos dá a felicidade de acolher.  Dar graças juntos Em família reservemos tempo para olhar para o ano que passou, para dar graças por esse crescimento individual, familiar e coletivo: os perdõe…

Jesus e Maria nos ajudam a redescobrir a vocação e a missão da família

PAPA FRANCISCO AUDIÊNCIA GERAL Praça de São Pedro, Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014 A celebração do Natal, que se aproxima, enche de luz o dom e o mistério da família. Na verdade, a encarnação do Filho de Deus marca um novo início na história universal do homem e da mulher. E este novo início teve lugar no seio duma família, em Nazaré. Deus escolheu nascer numa família humana, que Ele mesmo formou numa localidade insignificante, e até pouco considerada, da periferia do Império Romano. Foi precisamente de lá que começou a história mais santa e abençoada: a história de Jesus entre os homens. E cada família cristã – como fizeram Maria e José – pode acolher Jesus, ouvi-Lo, falar com Ele, guardá-Lo, protegê-Lo, conversar com Ele; e, deste modo, melhorar o mundo. Demos espaço ao Senhor no nosso coração e no nosso dia-a-dia! Assim fizeram Maria e José. E não foi fácil… Quantas dificuldades tiveram de superar! A família de Nazaré é uma família real, uma família normal; contemplando-a, desc…

A eloquência da acção

A sociedade moderna está marcada pela palavra. Fala-se para comunicar, exigir, criticar, denunciar, propor, reclamar. Fala-se presencialmente, com calma ou gritando, ou virtualmente, escondendo o rosto ou a identidade. São diversas as ocasiões e as modalidades para usar da palavra oportuna ou inoportunamente. O Natal, por sua vez, é tempo de contemplar, de “tomar conta da Palavra para que Ela tome conta de nós”. A Palavra com letra maiúscula ou, se preferirmos, o Verbo que se fez homem e veio habitar connosco (cf. Jo 1, 14). O nascimento de Cristo significa, por isso, o apelo a uma palavra diferente da nossa parte. Uma palavra vinculada a Cristo, inspirada nos gestos e nas ações que Ele realizou, uma palavra que seja testemunho para a sociedade.

NATAL és tu, quando… (Mensagem de NATAL a partir das palavras do Papa Francisco)

No Natal costuma haver muito barulho…  …Mas é necessário fazer silêncio para ouvir a voz do AMOR!
NATAL és tu, quando te dispões, todos os dias, a nascer de novo deixando Deus entrar no teu coração!
O PINHEIRO DE NATAL és tu, quando com a tua força e coragem resistes aos ventos e dificuldades da vida!
AS DECORAÇÕES DE NATAL és tu, quando as tuas virtudes são cores que enfeitam a tua vida!
A LUZ DE NATAL és tu, quando a tua vida de bondade, paciência, alegria e generosidade consegue ser luz que ilumina o caminho dos outros!
O ANJO DE NATAL és tu, quando consegues entoar e cantar a mensagem de paz, justiça e amor para todo o mundo!
A ESTRÊLA DE NATAL és tu, quando consegues guiar alguém até à alegria do encontro com Jesus! 
OS REIS MAGOS és tu, quando consegues dar o melhor de ti mesmo a todos sem distinção!
A MÚSICA DE NATAL és tu, quando vives em harmonia interior e espalhas harmonia à tua volta!
O PRESENTE DE NATAL és tu, quando consegues comportar-te como verdadeiro amigo e irmão ou irmã de q…

As famílias recebam Cristo «com um coração puro e agradecido»,

Papa assinala 78 anos com um desejo: As famílias recebam Cristo «com um coração puro e agradecido»

«Que a proximidade do nascimento de Jesus avive em todas as nossas famílias o desejo de recebê-lo com um coração puro e agradecido», afirmou hoje o papa Francisco perante milhares de fiéis reunidos na Praça de S. Pedro, no Vaticano, no dia em que celebra 78 anos. Na audiência geral desta quarta-feira, Francisco frisou que o nascimento de Jesus «abre um novo começo na história universal do homem e da mulher», refere a Rádio Vaticano. O papa lembrou que as catequeses das quartas-feiras passaram a ser dedicadas à família, tendo em vista o sínodo sobre o mesmo tema que decorrerá em outubro de 2015, no Vaticano. «A proximidade do Natal recorda-nos que Deus quis nascer numa família», numa «pequena» povoação do Império Romano, assinalou: «Não em Roma, não numa grande cidade, mas numa periferia quase invisível» e até «de má fama».

NÃO HÁ NATAL SEM FAMÍLIA

Natal da vulgaridade ...ou Natal de Deus?
Tudo na vida tem o seu tempo com fases de intensidade diferentes. Nascer, crescer, viver e morrer marcam tempos de vida aos quais vamos atribuindo memórias que, não raro, podem cair na vulgaridade. Mas memórias são passado. No caso específico do Natal, a vulgaridade vai aparecendo espelhada num frio materialismo que, não só esquece as nossas memórias como, também, nos faz mergulhar na sede de um hoje de "compra, usa e deita fora".
Neste hoje, infelizmente o Natal vai-se tornando não raro numa celebração fictícia ou destituída de significado para muitos dos adultos que se afirmam cristãos, que já o viveram de modos muito diferenciados e, agora, quase e apenas o "suportam" em nome das crianças mais pequeninas. Como quer que seja, a atividade comercial apropriou-se de tal modo do Natal que a exterioridade se sobrepôs à interioridade. Sem interioridade...o homem arrefece. O verdadeiro Natal vai, assim, secando no coração da nossa…

Natal em Família, Família em Natal

Natal, palavra mágica para as crianças, palavra de esperança para os adultos. Natal, tempo de alegria e convívio entre as famílias. Todos os anos, revive-se esta quadra revestida de encanto para uns, mas de tristeza para outros… Tradicionalmente faz-se as famosas festas em família, reúnem-se todos sob um mesmo teto para comemorar o nascimento de Jesus. O Natal em família representa a união, a reflexão sobre a verdadeira importância de cada um dos membros da família na sociedade, mesmo que muitas vezes existam conflitos familiares, porém eles também fazem parte deste imenso universo onde nascemos e crescemos. Natal, presépio, pai natal e prendas para todos e sem nos esquecer que não somos nós os aniversariantes, mas sim, o Menino Jesus, que veio ao Mundo para uma total entrega à Humanidade. No entanto, continuamos a oferecer as prendas a nós próprios e aos outros. E ao Menino Jesus? Ao menos ofereçamos uma palavra simples e humilde: um gesto caridoso, uma atitude diferente, um obrigado, e…