Avançar para o conteúdo principal

Papa renova convite a jornada de oração e jejum pela Síria


No final da catequese na audiência geral desta quarta-feira, a primeira após a pausa de verão, o papa Francisco renovou o apelo aos muitos fiéis reunidos na Praça de São Pedro para participarem, neste sábado, 7 de Setembro , da jornada especial de jejum e oração pela paz na Síria, no Oriente Médio e em todo o mundo, iniciativa que ele lançou no último domingo, durante o Angelus. Uma jornada para orar "pela paz em nossos corações, porque a paz começa no coração". 
 "Renovo o convite a toda a Igreja para viver intensamente esse dia e, desde já, agradeço aos outros irmãos cristãos, aos irmãos de outras religiões e aos homens e mulheres de boa vontade que desejam se unir a este momento, nos locais e conforme os seus modos próprios. Que se alce, forte, em toda a terra, o grito da paz!", exclamou Francisco.
Poucos minutos antes, cumprimentando os fiéis de língua árabe, em especial os procedentes do Iraque, da Jordânia e do Egito, o Santo Padre tinha dito: "Unam-se sempre a Cristo, construindo o seu reino com a fraternidade, com a partilha e com as obras de misericórdia. A fé é uma força poderosa, capaz de tornar o mundo mais justo e mais bonito. Sejam uma presença da misericórdia de Deus e dêem testemunho ao mundo de que as tribulações, as provações, as dificuldades, a violência e o mal nunca vão derrotar Aquele que venceu a morte: Jesus Cristo". 

ROMA, 04 de Setembro de 2013 (Zenit.org)

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.