Avançar para o conteúdo principal

A mãe ajuda os filhos a ver os problemas da vida com realismo e a superá-los

Palavras do papa Francisco no terço do último sábado, na basílica de Santa Maria Maio:
“Maria é mãe e uma mãe se preocupa acima de tudo com a saúde dos filhos. Ela sabe cuidar da saúde dos filhos sempre com grande e terno amor. Nossa Senhora cuida da nossa saúde. O que é que isto quer dizer? Eu penso em especial em três aspectos: ela nos ajuda a crescer, a encarar a vida e a ser livres”, disse o bispo de Roma depois do terço do último sábado, 4 de maio, quando tomou posse formalmente da basílica de Santa Maria Maior, na Cidade Eterna.
O papa explicou o papel fundamental da mãe na família: “Não se educa, não se cuida da saúde evitando os problemas, como se a vida fosse uma rodovia sem obstáculos. A mãe ajuda os filhos a olhar para os problemas da vida com realismo e a não se perder no meio deles, mas a encará-los com valentia, a não ser fracos e a saber superá-los, no equilíbrio sadio que a mãe 'sente' entre as áreas de conforto e as áreas de risco. E uma mãe sabe fazer isso. Ela conduz o filho nem sempre pelo caminho seguro, porque desse jeito ele não cresceria. Mas também não só pelo caminho do risco, porque é perigoso. A mãe sabe equilibrar essas coisas. Uma vida sem desafios não existe, e um menino ou uma menina que não saiba enfrentá-los correndo os devidos riscos não tem coluna vertebral!”.
O papa afirmou também que “uma boa mãe não apenas acompanha os filhos no crescimento, sem evitar os problemas, os desafios da vida; uma boa mãe também os ajuda a tomar as decisões definitivas com liberdade. Isto não é fácil. Mas uma mãe sabe como fazer isso, mesmo neste momento em que reina a filosofia do provisório. Mas o que significa liberdade? Não é fazer tudo o que se quer; não é se deixar dominar pelas paixões, passar de uma experiência para a outra sem discernimento, seguindo as modas do momento. Liberdade não significa, por assim dizer, jogar pela janela tudo aquilo que não queremos. A liberdade é um presente que recebemos para saber optar pelas coisas boas na vida! Maria, como boa mãe, nos educa para sermos, como ela, capazes de tomar decisões definitivas, com aquela liberdade plena com que ela respondeu sim ao plano de Deus para a sua vida (cfr. Lc 1, 38)".

ROMA, 06 de Maio de 2013 (Zenit.org)

Mensagens populares deste blogue

Papa Francisco recebe em audiência 35 mulheres separadas e divorciadas

Na segunda-feira, 26 de junho, o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano, um grupo de 35 mulheres separadas e divorciadas da Arquidiocese espanhola de Toledo.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Um cristão não pode dizer “sou contra homossexuais”

Convém recordar que Jesus Cristo está depois do Antigo Testamento e que, na sua passagem pela terra, deu sempre lugar de destaque às prostitutas, sobretudo a Maria Madalena. E, já agora, não será Mateus 19:12 uma aceitação da naturalidade da homossexualidade? “Alguns eunucos são assim porque nasceram assim”.