Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2012

Aos casais em situação de separação, divórcio e nova união

«O Senhor está próximo daqueles que têm o coração ferido» 
Carta do Cardeal Arcebispo de Milão, Dionigi Tettamanzi, aos casais em situação de separação, divórcio e nova união. 
Caríssimos irmãos e irmãs, 
Há muito tempo que cultivo o desejo de dirigir-me a vós de uma forma o mais directa e pessoal possível. Gostaria, na verdade, de pedir-vos autorização para entrar na vossa casa como um irmão e solicitar um pouco do vosso tempo. Faço-o agora com esta minha carta que pretende ser simples e familiar, quase ao jeito de pedido, para sentar-me ao vosso lado num diálogo que espero agradável e possa também continuar no tempo. Quantos de vós são crentes e se sentem pertencentes à Igreja e reconhecem no Bispo também um pai e um mestre. Sinto muito perto do meu coração, de mim Bispo, aqueles baptizados que porventura já não se consideram crentes ou que se sentem excluídos da grande comunidade dos discípulos do Senhor, por incompreensão ou desilusão. Queria, portanto, encontrar-me com uns e com …

II Ecos da Equipa Arquidiocesana do VII Encontro Mundial das Famílias

Tivemos o privilégio de participar, acompanhado de um grupo de 11 bracarenses, no VII Encontro Mundial das famílias, em Milão que decorreu de 30 de Maio a 3 de Junho.
As responsabilidades do envolvimento na Pastoral Familiar Diocesana “exigiam” a nossa presença ativa neste Encontro, cheios de expectativa e desejos de conhecer e de aprender mais e potenciar o apostolado da Família na nossa Diocese. Um “secreto” desejo de estar com o Papa e de lhe mostrar o nosso carinho e a nossa presença fiel e a adesão à sua palavra e ao seu ministério preenchia a restante bagagem.
Podiamos contar muito da riqueza dos conteúdos do Congresso dos testemunhos ouvidos e comovidos, mas ficariamos com a sensação de transmitir muito pouco.
Podiamos partilhar a sensação inebriante de me ter sentido acompanhado por milhares de famílias católicas vindas dos mais incríveis locais do globo, que vivem a mesma fé, partilham dificuldades bem maiores e transparecem uma fé, uma alegria e um dinamismo que…

I Ecos da Equipa Arquidiocesada do VII Encontro Mundial das Famílias -

FAMÍLIA - FÉRIAS - EUCARISTIA - CATEQUESE

Os dias de férias são, por muitos e para todos, esperados com ansiedade, por serem tempo de descanso, de retemperar energias e de fazer coisas diferentes. Mas, para algumas famílias, férias são sinónimo de maiores conflitos, uma vez que se vêem "obrigados" a um maior convívio, a estarem mais tempo uns com os outros. No entanto, seria interessante e importante pararmos um momento para redescobrirmos que este tempo de férias é sobretudo um tempo de graça que nos é oferecido para fazer crescer os laços relacionais e afectivos entre os familiares.  Então, por que não aproveitar este momento para partilhar a vida? Se, durante o ano, afirmamos não ter tempo para estar uns com os outros, por que não aproveitar as férias e recuperarmos a comunhão e o convívio uns com os outros, pais e filhos, avós, tios… amigos!? Se desejamos a união e a paz na família é preciso conhecer as necessidades de seus membros. Para isso, precisamos estar juntos, presentes. Por isso, deixamos outra interrogaç…

Ano da Fé em reflexão

O Papa, em festa, responde às famílias V

O PAPA EM FESTA COM AS FAMÍLIAS DO MUNDO
5. FAMÍLIA ARAÚJO (família brasileira de Porto Alegre)
MARIA MARTA: Santidade, no nosso Brasil, como aliás no resto do mundo, continuam a aumentar as falências matrimoniais. Chamo-me Maria Marta, ele é Manoel Ângelo. Estamos casados ​​há 34 anos e já somos avós. Na qualidade de médico e psicoterapeuta familiares, encontramos muitas famílias, notando nos conflitos de casal uma dificuldade mais acentuada de perdoar e de aceitar o perdão, mas em vários casos constatámos o desejo e a vontade de construir uma nova união, algo duradouro, mesmo para os filhos que nascem da nova união.
MANOEL ÂNGELO: Alguns destes casais re-casados teriam vontade de aproximar-se da Igreja, mas, quando vêm negar-lhes os Sacramentos, a sua decepção é grande. Sentem-se excluídos, marcados por um juízo sem apelo. Estas grandes penas magoam profundamente aqueles que nelas estão envolvidos; são lacerações que se tornam também parte do mundo, são feridas também noss…

O Papa, em festa, responde às famílias IV

O PAPA EM FESTA COM AS FAMÍLIAS DO MUNDO
4. FAMÍLIA RERRIE (família dos Estados Unidos)
JAY: Vivemos perto de Nova York. Meu nome é Jay, sou de origem jamaicana e trabalho em contabilidade. Esta é a minha esposa Ana e é professora de apoio. E estes são os nossos seis filhos, cujas idades variam de 2 a 12 anos. A partir disto, bem pode imaginar, Santo Padre, como a nossa vida é feita de incessantes corridas contra o tempo, de ânsias, de arranjos muito complicados... Também lá, nos Estados Unidos, uma das prioridades absolutas é manter o emprego e, para o conseguir, é preciso não olhar a horários… E muitas vezes quem padece são precisamente as relações familiares.
ANA: É verdade! Nem sempre é fácil... Santidade, tem-se a impressão de que as instituições e as empresas não facilitam a conciliação dos tempos de trabalho com os tempos da família. Imaginamos que também não seja fácil, para Vossa Santidade, conciliar os seus compromissos sem fim com o repouso.
Pode dar-nos qualquer conselho…

O Papa, em festa, responde às famílias III

O PAPA EM FESTA COM AS FAMÍLIAS DO MUNDO
3. FAMÍLIA PALEOLOGOS (família grega)
NIKOS: Boa noite! Somos a família Paleologos. Vimos de Atenas. Chamo-me Nikos, e ela é a minha esposa Pania. Estes são os nossos dois filhos: Pavlos e Lydia. Há alguns anos, juntamente com mais dois sócios e investindo tudo o que tínhamos, começámos uma pequena sociedade de informática. Com a chegada da duríssima crise económica actual, os clientes diminuíram drasticamente e os que ficaram adiam cada vez mais os pagamentos. Mal conseguimos pagar os salários dos dois trabalhadores que temos, ficando pouquíssimo para nós, os sócios. Assim, à medida que passam os dias, vai havendo cada vez menos para manter as nossas famílias. A nossa situação é apenas uma dentre muitas, uma entre milhões de outras. Na cidade, as pessoas caminham de cabeça baixa; e já ninguém tem confiança em ninguém, falta a esperança.
PANIA: Mesmo nós, embora continuando a acreditar na providência, temos dificuldade em imaginar um f…

O Papa, em festa, responde às famílias II

O PAPA EM FESTA COM AS FAMÍLIAS DO MUNDO
2. SERGE RAZAFINBONY E FARA ANDRIANOMBONANA (um par de noivos de Madagáscar):
SERGE: Santidade, somos Fara e Serge, e vimos de Madagáscar. Conhecemo-nos em Florença, onde estamos a estudar – eu engenharia, e ela economia. Iniciámos o noivado há quatro anos e sonhamos, logo que fizermos o doutoramento, voltar ao nosso país para dar uma mão ao nosso povo, inclusive através da nossa profissão.
FARA: Os modelos de família que predominam no Ocidente não nos convencem, mas estamos cientes de que também muitos tradicionalismos da nossa África precisam de ser em certa medida superados. Sentimo-nos feitos um para o outro; por isso queremos casar e construir um futuro juntos. Queremos também que cada aspecto da nossa vida seja orientado pelos valores do Evangelho.
Mas, falando de matrimónio… Santidade, há uma palavra que, mais do que qualquer outra, nos atrai e ao mesmo tempo nos assusta: aquele «para sempre»...
PAPA: Queridos amigos, obrigado por este testem…

O Papa, em festa, responde às famílias I

O PAPA EM FESTA COM AS FAMÍLIAS DO MUNDO
1. CAT TIEN (menina do Vietname): Olá, Papa. Sou a Cat Tien, venho do Vietname. Tenho sete anos e quero apresentar-te a minha família. Este é o meu papá, Dan; a minha mãe chama-se Tao, e este é o meu irmão Binh.
Gostava muito de saber alguma coisa da tua família e de quando eras pequeno como eu...
SANTO PADRE: Obrigado, minha menina; e aos pais: o meu obrigado do fundo do coração. Perguntaste quais e como são as lembranças da minha família. Seriam tantas! Posso dizer apenas poucas coisas. O ponto essencial para nós, para a família era o domingo, mas o domingo começava já no sábado de tarde. O pai dizia-nos quais eram as leituras, as leituras do domingo, lendo-as num livro muito conhecido naquele tempo na Alemanha, onde se explicavam também os textos. Assim começava o domingo: entrávamos já na liturgia, num clima de alegria. No dia seguinte, íamos à Missa. A minha casa estava perto de Salzburgo, pelo que havia muita música – Mozart, Schubert, Hayd…

A Família no Concílio Vaticano II

A 8.ª Jornada da Pastoral da Cultura, que decorre a 22 de junho em Fátima, é dedicada ao tema “Há uma alegria e uma esperança para nós”, extraído do título da Gaudium et spes, um dos mais importantes documentos do Concílio Vaticano II (1962-1965). No momento em que se realiza em Milão o 8.º Encontro Mundial das Famílias, com a presença de Bento XVI, recordamos alguns das referências sobre o assunto sugeridas pela constituição que se centra sobre a atuação da Igreja Católica no mundo.
«A família é como que uma escola de valorização humana. Para que esteja em condições de alcançar a plenitude da sua vida e missão, exige, porém, a benévola comunhão de almas e o comum acordo dos esposos, e a diligente cooperação dos pais na educação dos filhos. A presença ativa do pai contribui poderosamente para a formação destes; mas é preciso assegurar também a assistência ao lar por parte da mãe, da qual os filhos, sobretudo os mais pequenos, têm tanta necessidade; sem descu…

Bento XVI no Encontro Mundial das Famílias

A memória do coração e da vida, cheia de histórias e cheia de futuro se abre para nós sem receio do que nos espera mas permite-nos olhar o que aí vem com confiança firme daquela criança que adormece no colo da mãe e aí descansa, aconchegada e amada... o futuro é um hoje consequente...

Bento XVI no Encontro Mundial das Famílias | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

Dulce Pontes - "Your Love" - Encontro Mundial das Famílias em Milão (Can...

Tv Family -Missa conclusiva do Encontro Mundial das Famílias

Tv Family - O Papa em diálogo sobre temas difíceis da família

Para acompanhar em direto o VII Encontro Mundial das Famílias podemos aceder ao seguinte endereço 
http://www.chiesadimilano.it/cms/dirette/diretta-decoder-2

http://www.chiesadimilano.it

www.family2012.com

Intrevista ao Cardial Tettamanzi - VII Encontro Mundial das Famílias, Milão

<p>O valor e a dignidade da Pessoa para no trabalho... Todos responsáveis por todos</p>